• Open Hours: Mon - Fri 09.00 - 16.00
  • Call Us : +267 390 0204

Registo oficioso aponta para 450 mil angolanos na diáspora

Registo oficioso aponta para 450 mil angolanos na diáspora

O ministro da Administração do Território, Marcy Lopes, esclareceu que o registo eleitoral oficioso no exterior será feito mediante a apresentação do Bilhete de Identidade, num processo que prevê registar cerca de 450 mil angolanos na diáspora.

Ao falar no dia 17 de Janeiro, na cidade do Cabo, África do Sul, durante o lançamento do registo eleitoral oficioso no exterior, o governante exortou os angolanos na diáspora a aderirem ao processo, para se habilitarem a exercer o seu direito de voto nas eleições gerais previstas para Agosto próximo, em Angola.

No mesmo acto, a Embaixadora de Angola na África do Sul, Filomena Delgado, aconselhou os angolanos sem Bilhete de Identidade a dirigirem-se aos consulados próximos das suas residências para tratar o documento.

Apelou à consciência patriótica e à participação pacífica e exemplar no processo, que na diáspora vai até ao dia 31 de Março do ano em curso.

Em Angola, o registo eleitoral oficioso iniciou a 23 de Setembro último e espera-se que, até Março, estejam registados mais de 12 milhões de cidadãos.

De acordo com a Lei, o registo eleitoral oficioso, destinado a cidadãos maiores de 18 anos, tem abrangência nacional e extensivo ao exterior do país.

Dentro do país, o diploma estabelece que o processo decorra nos municípios, distritos urbanos, comunas, bairros e povoações, enquanto no exterior se realiza nas missões diplomáticas de Angola.

 

Fonte: Angop