• Open Hours: Mon - Fri 09.00 - 16.00
  • Call Us : +267 390 0204

Angola quer cooperação para paz nos Grandes Lagos

Angola quer cooperação para paz nos Grandes Lagos 

O ministro angolano das Relações Exteriores, Téte António, considerou, nesta quarta-feira (23.02.2022), em Kinshasa, República Democrática do Congo (RDC), a promoção da paz, e da segurança como solução para pôr fim aos conflitos na região dos Grandes Lagos.

Téte António comentava a sua participação na 10ª reunião de Alto Nível sobre o Acordo Quadro para a paz, segurança e cooperação na RDC e na Região dos Grandes Lagos.

O Acordo Quadro de Addis-Abeba, de 2013, estabeleceu um mecanismo de acompanhamento dos entendimentos da região sobre a matéria. 

O chefe da diplomacia angolana defendeu a harmonização das estratégias para a paz e estabilidade das Nações Unidas, da União Africana e dos mecanismos regionais, para evitar a duplicação de esforços.

O governante disse ser também necessário um maior envolvimento das mulheres no mecanismo de prevenção, mediação e na resolução de conflitos, por serem as principais vítimas das contendas políticas.

Na ocasião, o ministro Téte António valorizou a cooperação no combate aos grupos armados que estão a assolar a região. 

Referiu-se à necessidade de se estabelecer mecanismos judiciais, para fazer face a grupos armados e defendeu 
o combate à exploração ilícita dos recursos naturais, para cortar a fonte de financiamento dos referidos grupos.

Segundo o ministro, a figura do Presidente angolano, João Lourenço, foi enaltecida, durante o encontro, pelo esforço para a promoção do diálogo interno na República Centro Africana (RCA) e entre o Rwanda e o Uganda.

Quanto à situação política na região, Téte António afirmou que melhorou consideravelmente demonstrado pela ajuda Uganda no combate a rebeldes no leste.

 

Fonte: Angop