• Open Hours: Mon - Fri 09.00 - 16.00
  • Call Us : +267 390 0204

Angola construiu mais de 650 novas escolas em cinco anos

Angola construiu mais de 650 novas escolas em cinco anos

Angola construiu, desde 2017, mais de 650 novos estabelecimentos de educação e ensino, bem como reabilitou perto de 150, afirmou na sexta-feira (18.02.2022), em Luanda, o Presidente da República, João Lourenço.

Ao intervir na abertura do acto público de divulgação do Projecto de Empoderamento da Rapariga e Aprendizagem para Todos (PAT II), o Chefe de Estado sublinhou que a aposta permitiu o acesso de mais de 1.2 milhões de novos alunos ao sistema de ensino.

O Presidente João Lourenço adiantou que, no mesmo período, também ingressaram para o sector 45 mil novos professores e sete mil 500 auxiliares de limpeza.

Na ocasião, o Estadista angolano declarou que o processo de formação contínua, a actualização e a progressão na carreira docente abrangeu cerca de 105 mil professores, numa primeira fase, com base ao tempo de serviço e o nível de qualificação.

Garantia para o desenvolvimento

O Chefe de Estado considerou ser na educação que assenta toda a vida social, económica, política e cultural de um país, por ser a única garantia para o desenvolvimento, além de assegurar os direitos fundamentais dos cidadãos.

De igual modo, salientou que a educação assegura aos cidadãos as ferramentas para participar, de forma consciente e activa, na edificação de Angola, enquanto Nação que quer ser prodigiosa no contexto regional e mundial.

João Lourenço destacou que o Executivo angolano confere à educação um papel central nas dinâmicas de transformação e desenvolvimento do país, através de um investimento crescente, com recursos próprios e outros resultantes de acordos e parcerias com países e organizações internacionais.  

Parceria com Banco Mundial  

Disse que o Projecto de Empoderamento da Rapariga e Aprendizagem para Todos (PAT II), em parceria com o Banco Mundial (BM), se enquadra nos projectos do Executivo que visam promover uma educação de qualidade que atenda aos princípios da equidade, da inclusão escolar e da eficiência.  

O PAT II tem um orçamento de 250 milhões de dólares, para os próximos cinco anos.

Afirmou que tem se concretizado, de forma progressiva, a melhoria dos recursos pedagógicos e didácticos, como a disponibilização de laboratórios, salas de informática e multimédia, manuais escolares e material bibliográfico de apoio ao trabalho decente e dos alunos.

A promoção de uma educação de qualidade e de acesso universal tem sido a bússola do Executivo, por ser inquestionável que o desenvolvimento de Angola depende do seu capital humano, nos mais variados domínios do saber, assegurou o Presidente da República.

 

Fonte: Angop